Criolipólise e Criofrequência você sabe a diferença?

04/09/2019

 

Uma grande dúvida entre os pacientes, é se há diferença entre a Criofrequência e a Criolipólise e se há, qual diferença é essa. Há várias especulações no mercado e entre os profissionais que conceituam erroneamente o processo de como tudo funciona sobre o corpo diante de tanta potência eletromagnética: há quem a confunda com a Criolipólise, sendo que este processo em nada se aparenta com a Criofrequência, uma vez que, tratam de processos fisiológicos diferentes.  A Criofrequência trata-se de uma nova tecnologia que interage frio de até menos 10 graus de maneira condutiva e Radiofrequência Multipolar 650 w e Monopolar 400 w, terapias já conhecidas com inúmeros artigos publicados somadas 1.050 watts de potência que causam por conversão um calor de até 60 graus.

Possui resfriamento de cabeçote à base de água, o que não impede que a Radiofrequência continue sendo oferecida ao cliente, além de assegurar que este não se queime e produzir milhões de choques térmicos aos tecidos, gerando um terceiro efeito fisiológico, desestabilizando o metabolismo local. Tamanha energia mobiliza não somente o colágeno, mas também a gordura, sendo indicado para flacidez tissular (facial e corporal) e gordura localizada. Os efeitos imediatos são contração de colágeno intensa, desde a derme até a hipoderme. A Criolipólise, é uma terapia que usa somente o frio, utilizando na maioria das vezes uma ponteira com sucção e uma manta anti congelante para proteger a pele. Com esse congelamento, os lipídios sofrem uma mudança estrutural, assumindo um formato conhecido como fractal. Alguns equipamentos usam um aquecimento condutivo antes e ou depois congelamento para potencializar resultados.

É justamente devido a esta mudança estrutural que a gordura é eliminada. Segundo já foi demonstrado por diversos artigos científicos, uma vez tendo assumido o formato fractal, os lipídios não são mais reconhecidos pelo organismo, e, desta forma, passam a ser encarados como “corpos estranhos” dentro às células adiposas.

Em decorrência disso, o organismo desenvolve uma resposta inflamatória, na tentativa de eliminar as células que contém gordura no estado fractal, a apoptose. Através dessa resposta inflamatória, que ocorre de forma bastante lenta – até 90 dias, que a gordura é eliminada do corpo -, que não metaboliza o fractal como fonte de energia.

 

Tanto a Criofrequência quanto a Criolipólise possui comprovação científica com ótimos resultados na prática, porém uma não substitui a outra, pois agem com estímulos diferentes e tem respostas fisiológicas diferentes. Para saber qual a melhor escolha, você precisa passar por uma avaliação personalizada, só assim poderemos indicar o melhor tratamento para o seu caso.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

PERCA ATÉ 10KGS em apenas 4 semanas.

09/07/2020

1/9
Please reload

Recentes
Please reload

© 2017 por midia@corporeum.net